O sentido da vida

Nos é ensinado na faculdade de psicologia que não se deve passar um único sentido para a vida. Cada um faz do que bem entender seu sentido, muito embora existem correntes[1]https://pt.wikipedia.org/wiki/Logoterapia que incentivam a busca pelo sentido da vida. Claro, é isto que farei em minha vida profissional, no entanto no âmbito pessoal tenho direito de ter minha própria opinião.

Do alto dos meus 32 anos de idade, já cheguei à minha conclusão neste departamento. E venho por meio deste post deixá-la registrada.

Ao invés de ficar matutando sobre o sentido da vida, é mais fácil pensar no sentido de algo que está acima da vida: a informação.
A vida nada mais é que um receptáculo de informações. Sejam elas genéticas ou de ideologia, somos um container para as mesmas.
E qual o sentido da informação?

Se replicar.

Se você vai tentar pensar por si mesmo o sentido da vida, qual a coisa mais essencial para que (talvez) alguma hora consiga completar a tarefa? Se manter vivo até lá. Porque se morrer antes não terá conseguido.
E para a humanidade? Para conseguir atingir seu propósito final ela tem que continuar existindo. Mas os seres humanos tem prazo de validade. Portanto, como podemos continuar existindo? Nos perpetuando. Ou seja, nos replicando.

É isto mesmo que você entendeu!

“Ah, mas eu não quero ter filhos!”
Calma, você não necessariamente precisa ter filhos para ser feliz, é claro. O que estou dizendo é que fica mais fácil nadar uma vez que tenha se observado a direção da correnteza.

O sexo fica menos prazeroso se você souber que sua parceira está usando pílula?
Mesmo assim sabemos que o instinto animal nos faz procriar. Uma vez observado o sentido da vida, pode-se obter prazer sem necessariamente efetivamente dar o próximo passo.

Outra coisa que podemos fazer para ir de encontro ao sentido que proponho, é ajudar nossos parentes mais próximos. Você estará garantindo que sua carga genética se perpetue por meio deles.

Em que outros sentidos esta hipótese tem lógica?
Xingamentos.
Veja as ofensas que mais atingem as pessoas: as que vão de encontro com sua habilidade de procriar.
Se você chama alguém de feio, em última análise está dizendo que ela não é uma parceiro atraente, logo terá menos chances de encontrar um bom par adequado para procriar.
Se ataca da capacidade intelectual de alguém, está dizendo que a pessoa terem menos meios de obter recursos, portanto prover para a fêmea que cortejar.
Pelo menos motivo quando alguém (asqueroso) ofende o outro pela sua condição econômica.

Poxa, mas então o Mr. Catra é que estava certo, teve 32 filhos![2]https://entretenimento.r7.com/pop/fotos/47-anos-32-filhos-e-tres-mulheres-confira-os-numeros-de-mr-catra-06102019
Do ponto de vista genético, sim. Gengis Khan que o diga[3]https://blog.meudna.com/os-filhos-de-gengis-khan/
Mas não é a informação genética a única existente.
Pessoas que tem uma quantidade incomum de filhos geralmente acabam dando menos atenção aos mesmos, e não ensinam de perto todos os seus valores.
Portanto não é tão mal ter uma quantidade menor de filhos e transmitir à eles boa parte do que você é.

Podemos fazer muitas inferências:

  • Quando nossos pais querem que nos alimentemos direito… para que fiquemos saudáveis e assim garantirmos a perpetuação do investimento genético e ideológico que fizeram em nós, com todos os recursos que consumimos.
  • É vantajoso determinado comportamento?… Se ele for garantir a perpetuação da informação, sim, se for ajudar a sepultar a sua linhagem, não

Ser professor é uma ótima forma de passar adiante sua carga ideológica. Embora não seja tão perto quando o vínculo de ser pai, é uma conexão muito grande onde geralmente se transmitem muitos valores por um período razoável de tempo.

Mas estamos à todo tempo tentando nos replicar!
Veja quando conversamos com alguém que não está tão interessado no que temos a dizer. Provoca um sentimento de desagrado. A pessoa não está absorvendo nossas informações.
Da mesma forma, quando a audiência é receptiva, há uma melhor sensação.

Então… a minha ideia é que vale a pena tentar entender a melhor forma de se replicar.
Talvez você deva encontrar alguém para te ajudar a dar um Ctrl+C, Ctrl+V 😛

References

References
1 https://pt.wikipedia.org/wiki/Logoterapia
2 https://entretenimento.r7.com/pop/fotos/47-anos-32-filhos-e-tres-mulheres-confira-os-numeros-de-mr-catra-06102019
3 https://blog.meudna.com/os-filhos-de-gengis-khan/