“Seu facista”

Vou escrever isto aqui para não ter que gastar saliva explicando. Quem se interessar, leia.

Não é Ok você chamar os outros de facista.

Ah, mas você está revoltado, você é faxista mesmo!

Não. Vou explicar de forma que você possa compreender:

Eu e um amigo do peito meu estamos conversando. E eu falo para ele “ah, vai tomar no cu, seu viado!”. “AH, mas você está perpetuando o preconceito com seu discurso!” Foda-se sua política de mimimi. O amigo é meu, não tem mais ninguém perto, foda-se o jeito com que eu me expresso.
Completamente diferente se eu chegar para um homossexual e chamá-lo com o mesmo nome.

Então, coleguinha, se você e seus amigos esquedistas acham bonitinho usar uma palavra empoderada entre vocês, ótimo. Sem problemas. Mas saibam que não é Ok vocês usaram indiscriminadamente na população civil. Não importa se vocês acham que estão mandando bem, na verdade, não é. Vão estar passando vergonha sem saber, assim como quem chama qualquer um de viado está passando vergonha aos seus olhos.

Mas ninguém reclama, achei que estava tudo bem!

Ninguém reclama porque bater palma para maluco dançar não se justifica. Na grande maioria da vezes, quando se chama alguém de facista você está demonstrando imensa ignorância e desconhecimento de causa. O cara é libertário… putz, SEU FACISTA! Não vale o esforço rebater, entende?

Por isto, não, vou continuar não ficando bravo se me chamarem de facista.
Mas, vencendo todo o cansaço que isto me dá no coração, vou só deixar isto aqui: não é Ok.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *